ENTRELAÇADAS

E se, ao comprar alguma peça de moda ou decoração, você descobrisse que está contribuindo para a retirada de lixo do meio ambiente? E ainda, subsidiando uma capacitação empreendedora e o aprendizado de um novo ofício (o crochê) para mulheres em situação de vulnerabilidade?

Essa é a proposta do projeto Entrelaçadas, apresentado pela Peregrina e formado por mulheres acreditam na própria força, na colaboração e no empreendedorismo como ferramenta para transformar realidades.

Entrelaçadas é um Negócio Social e todo o lucro do projeto será reinvestido no mesmo, a fim de aumentar seu impacto.

Entenda o projeto:

PROBLEMA
De acordo com dados do Movimento Global Fashion Revolution, a indústria da moda é a segunda maior poluidora do mundo. Segundo o site da ONU Mulheres, a taxa de desemprego das mulheres no Brasil é cerca de duas vezes a dos homens e o salário médio para os homens é 30% maior do que o de mulheres.

SOLUÇÃO
Para atacar ambos os problemas, o projeto Entrelaçadas, apresentado pela Peregrina, irá redirecionar resíduos de malharias e transformá-los em peças feitas em crochê, à medida que mulheres em situação de vulnerabilidade serão capacitadas nessa técnica. Com a proposta de dar subsídios para que essas mulheres conquistem autonomia e liberdade financeira, o projeto investirá ainda, em uma capacitação empreendedora.

PÚBLICO
Os produtos serão comercializados com a classe média do público feminino, faixa etária entre 18 e 35 anos, mulheres com estilo despojado engajadas com questões de sustentabilidade e busca pela redução das desigualdades, em especial a de gêneros.

DIFERENCIAL
O diferencial dessa empresa é a transparência em relação aos custos, gastos, remunerações e cadeia de produção, além da possibilidade de escalar o negócio para diversas partes do mundo, aumentando significativamente o impacto socioambiental.

Anúncios