EnglishFrenchPortugueseSpanish

Festa no Quilombo

São José – Valença (RJ)
por Kelly Matosinhos

Chegar na terra marcada por muita história, muita luta e muita dança dançada todo dia 13 de maio, comemorando a libertação de um povo forte, fortalecido pela luta diária. Luta contra o preconceito racial, luta pela resistência de uma cultura muito viva e não muito vista.
Quanta surpresa e emoção! Isso sim é festa, onde você veste a saia florida, põe os pés na terra, dá um sorriso grandão e se joga no samba de roda pra jogar fora qualquer tormento que estivesse do lado de dentro. Samba, pula, ri, toca instrumento, é puro contentamento… Chora, canta, emociona, percebe o quanto é pequeno… e grande ao mesmo tempo!

Foto: Salete Ottoni

No forró, o corpo colado, pisa de lá, pisa de cá, faz o coração acelerar!
No maracatu, cada tambor bate forte, e o movimento do corpo é que nem nascente de água que brota pra desaguar no mar, um fluxo constante de energia até o último batuque parar!
No maculelê, o pau marca a batida e é dançado com o outro em sincronia… Quanta alegria!
O jongo mostra seu poder sagrado em cada passo, mais uma vez em roda..
E eu suspeito que essa coisa da roda foi a coisa mais sábia, passada de geração em geração, e que continua muito atual porque permite olhar pra todos e conectar todas as mãos e corações.
Samba de côco, ciranda, capoeira, desfile das crianças quilombolas e gente mágica com o rosto pintado e perna de pau.
Milho tirado da terra pra comer cozido e mandioca com manteiga da roça.
Cachoeira gelada pra lavar a alma.
São tantos detalhes que é melhor ir lá ver! Com o estudo, o interesse e o respeito por esse povo e essa cultura ancestral, que faz parte da nossa verdadeira raíz, acabamos de alguma forma ajudando a mantê-la viva.

Fotos: Talita Del Penho

Fica então esse convite e mais um:
Campanha pra compra da casa de Dona Rita da Barquinha, uma sambadeira de 68 anos que resgatou a tradição do seu povo em Bom Jesus dos Pobres – Bahia, e viaja pra vários lugares carregando sua barquinha e mostrando seu samba por onde passa. Um verdadeiro presente pra geração atual que merece ser valorizado!

Clique na imagem pra saber como participar!

Carrinho de compras

0

Nenhum produto no carrinho.