Pra onde ir?

A dúvida nos segue desde o início, desde a barriga da mãe a interrogação é o guia.

Menino ou menina? Quem saberia.

Dá pra saber o sexo mas não dá pra saber a personalidade

Se vai ser um poeta de sarau ou um machista covarde

Uma dama da high society ou uma militante da igualdade

A autonomia nos dá respeito, mas não dá a garantia de que faremos tudo direito

A incerteza joga ao nosso lado, é o futuro no pleito

Com direito a segundo turno e matada no peito

Resta saber quem decide, o criador ou a criatura

Se vai chegar longe de carrão ou de viatura

O caminho pode mudar, às vezes a cor da pele vai ditar

Mas a sociedade não vai aceitar, porque oportunidades disseram que dá

Só esqueceram de falar qual caminho trilhar, e que seja qual for, pedras teremos que enfrentar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s