Um futuro sem AIDS

por Naiara Cremasco
Rio de Janeiro

Se você tivesse 3 desejos para fazer hoje, quais você faria? Nessa manhã, acordei com esse pensamento. Há mais de um mês em Ghana, posso dizer que, como voluntária, hoje eu tive um dos dias mais especiais do meu sonho africano. Eu e Patrícia, a minha metade, fizemos um projeto educativo sobre HIV em uma escola pública com crianças de 12 a 20 anos de idade. A escola, muito precária, possui um escritório a céu aberto. Não há uma biblioteca disponível para os alunos e o sistema de educação é muito deficiente. Com a finalidade de tornar o projeto mais dinâmico, fizemos um jogo de perguntas e respostas sobre o vírus HIV. Um estudante retirava um papel com uma pergunta de uma bolsa, lia em voz alta e quem soubesse a resposta falava para a sala toda. Depois disso, explicávamos a resposta correta. Para a minha surpresa, muitos alunos participaram da dinâmica e, na maioria das vezes, impressionavam-se com as respostas certas. As crianças, sem instrução nenhuma, achavam que a transmissão do vírus da AIDS poderia acontecer por meio de um beijo, de um toque, de um abraço. Ao explicar a todos sobre as formas de transmissão do vírus e de como se proteger dele, eu senti que estava fazendo a diferença na vida daquelas pessoas. Eram tantas dúvidas, tantas histórias, tantas surpresas e curiosidades. Por fim, tanta gratidão. Apresentamos a eles um mundo de novidades. Demos a eles a oportunidade de ter um futuro sem AIDS, tão frequente no continente africano. Demos a eles a chance de entender que uma pessoa aidética é, acima de tudo, uma pessoa normal, que não só pode, mas que se deve abraçar, beijar, amar, apoiar. Uma chuva de doces começou a cair sobre eles. Desesperados, eles lutavam por cada um que caía. Estávamos apenas fornecendo doces, mas para eles era muito mais do que isso. Para eles, aqueles sacos de pirulitos coloridos eram a felicidade concretizada. O sol estava quente, o suor escorria dos nossos rostos. Uma manhã cheia de sorrisos e olhares de agradecimento. Minutos de cores e açúcar por toda a escola. Ao olhar para os estudantes, eu não via apenas 80 alunos, eu enxergava, magicamente, 80 vidas melhoradas. Se você tivesse 3 desejos para fazer hoje, o que você faria? Eu, particularmente, desejaria mais pão, mais água e mais sonhos. Pão para nutrir, água para hidratar e novos sonhos para que essas crianças e adolescentes possam acordar, todos os dias, com força suficiente para viver, não só sobreviver. Esse é o nosso próximo passo, a nossa próxima aventura africana. Por hoje, apenas mais uma coisa a dizer: Senhor, muito obrigada por tudo.

(texto de janeiro de 2014)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s