O norte da Índia

Na terra de Gandhi, nada mais justo que uma trip que ilustrasse perfeitamente a frase do cara: “não há caminho para a felicidade; a felicidade é o caminho”.

Talvez a gente prestasse mais atenção nas aulas de História e Geografia se soubesse que um dia teria a oportunidade de conhecer tudo de perto. Ver e ouvir é muito bom. Imaginar é mágico, é liberdade pra viajar dentro do seu próprio mundo. Botar o pé na estrada e voar por aí é viver e sentir; é confrontar esse “próprio mundo” e expandir horizontes.

Fica fácil entender, por exemplo, o conflito infindável entre Índia e Paquistão e a falta de simpatia entre Índia e China quando se avista a Caxemira. A analogia perfeita li no Mochila Crônica. Em outras palavras, são como marmanjos disputando uma mulher de beleza avassaladora, pronta pra ser desfrutada.  Ela tira seu ar, te deixa tonto por conta da altitude e, quando o fato é consumado, ela te mostra a terra prometida, o paraíso.

IMG_3707

Foi uma viagem de mais ou menos dois dias entre Manali (Himachal Pradesh) e Leh (Ladakh), seguindo para Sri Nagar (com parada em Kargil), Jammu, Dharamsala e Amritsar. Como costumam dizer sobre as melhores coisas da vida, nada disso estava nos meus planos quando vim pra Índia, mas foi a mais gratificante das decisões.

Na terra de Gandhi, nada mais justo que uma trip que ilustrasse perfeitamente a frase do cara: “não há caminho para a felicidade; a felicidade é o caminho”. As paisagens do longo percurso chegavam a ser mais extasiantes que os próprios destinos. Ironicamente, perdi a maioria das fotos da viagem que me rendeu as melhores. Fazer o quê? Senta e chora.

2014-07-02 10.58.57

2014-07-02 16.54.08

A beleza estonteante se misturava com a tensão da nossa simples presença naquele território conflituoso. As estradas estreitíssimas e deslizantes (principalmente do trecho Manali-Leh) me colocavam em mais um clichê: da minha vida inteira passando diante dos meus olhos.  Isso em um ônibus com muito mais passageiros do que sua capacidade, no qual nativos e estrangeiros se amontoavam entre cadeiras, malas e o corredor lotado.

IMG_4345

Tudo isso, depois de mais de 10 horas de espera na beira da estrada por conta de uma inundação. Ninguém ligou muito pra falta de banho nesses dois dias de estrada. Estava muito frio. E mesmo cansados, quebrados e moídos, teve cantoria, divisão de ‘quitutes’ e “pode ir sentado no meu lugar agora”.

IMG_4006

Fuleiras e acabadas! A beleza do lugar e a dificuldade do percurso não dá nem chance pra gente!

O norte da Índia é, sem dúvida, um destino que deve ser considerado se você estiver pensando em visitar o país. Ainda não conheço o mundo inteiro, mas não duvido ser um dos lugares mais bonitos do planeta. Nos próximos posts, vou contar mais de cada cidade 😉 Por hoje é só, pessoal!

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s