A culpa é da mulher

Violência e violência sexual na Índia.

Muito defendi a ideia de que a necessidade leva a maioria dos indivíduos a roubar. Depois de 7 meses de Índia, mudei totalmente de opinião e defendo que: pobreza não leva a violência. A Índia possui uma boa parte da população mundial abaixo da linha de pobreza, ainda mais do que a China.

O pobre aqui é miserável, absolutamente necessitado. Ele não é alienado porque nem informação recebe. Ele vive em uma outra sociedade, como se fosse primitiva. Apenas na busca da próxima refeição e de um lugar para dormir, é triste demais. Em 7 meses eu nunca ouvi falar em um assalto na Índia, nunca. Claro que existe, mas em proporções, muito muito muito menores que no Brasil.

Por outro lado, a Índia possui uma violência abominável contra a mulher. Em áreas rurais da Índia, por exemplo, todos os anos bebês do sexo feminino são assassinados. Acredita-se que o filho homem seja “melhor”, não gera custo no momento do casamento (visto que o pai da noiva deve arcar com os custos da união) e dentre outros motivos que não são compreensíveis.

Indian-women-protesting

Muitas são analfabetas, sem acesso ao mercado de trabalho e ainda convivem com o medo de serem estupradas. Nas classes sociais que não tem acesso à educação/informação, estupro é visto como algo, digamos, normal. Um dos ministros indianos afirmou que os homens deveriam sempre ser inocentados em casos de estupro. “Como eles poderiam ser culpados pelo fato de a mulher ter despertado neles o desejo sexual? Elas deveriam ser punidas por cometerem tal pecado!” Depois de muitos protestos, ele alterou a afirmação para: Ambos devem ser culpados por tal crime, porém o homem com uma pena menor.

A mulher é inferior ao homem aqui, está inserido na cultura das classes sociais sem acesso à educação. Menina é estuprada por 36 homens consecutivamente. Mulher é estuprada por 6 homens e enforcada. Menina é estuprada e após o ato, os criminosos lhe jogam ácido por todo o corpo. É incompreensível. É revoltante. É desumano. E acima de tudo, é muito antigo.

mulher indiana casada

Há uma tradição de a mulher pintar o meio do couro cabeludo com uma tinta vermelha diariamente. Isso acontece há muitos anos, desde quando os muçulmanos invadiram a Índia, eles estupravam mulheres hindus e solteiras. As mulheres passaram a pintar a cabeça como forma de dizer que eram casadas, da mesma forma que marcamos o gado. Com isso, todas passaram a usar véus na cabeça, porque então os muçulmanos não poderiam identificar quais eram casadas ou solteiras. Um tempo depois, eles passaram a estuprar casadas e solteiras, sem misericórdia. A violência sexual na Índia é muito, muito antiga e a maioria da sociedade aceita este fato e nada faz para mudar. A maneira com que os muitos homens olham as mulheres na rua é doentia.

Isso desperta uma revolta imensa dentro de qualquer indivíduo que não pertence a esta cultura. A Índia está longe de solucionar este problema.

Educação é a solução. Educação revoluciona qualquer sistema e finaliza qualquer problema social. Por um mundo que enxergue mais a Índia, que ajude mais a Índia, porque sozinha e com os atuais governantes, a luz no fim do túnel é muito ofuscada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s