A Índia que eu vi

12 impressões sobre a Índia em 12 dias.

Ainda não tem duas semanas que pisei em solo indiano e quem já fez intercâmbio, sabe que nesses primeiro dias, o fluxo de informação é tão grande, que não dá pra analisar as coisas com as quais você se depara para chegar a algum tipo de conclusão. Então, o que coloco aqui hoje, são minhas primeiras impressões sobre o país e sua cultura, sem julgamentos, apenas percepções.

Desembarquei em Nova Déli, participei do Holi e dias depois já comecei com minha rotina de trabalho em Jaipur. O que mais me chamou a atenção nesses dez dias?

1 – Buzina way of life

Carros, motos, tuck-tucks, bicicletas, caminhões, ônibus (e, sim, vacas) disputam a rua numa sinfonia nada harmônica das buzinas, estridentes e ininterruptas. Nesse cenário caótico, muitas vezes não existe mão ou contra mão e quase sempre solto um ‘ai, meu Deus!’, achando que vai rolar uma batida ou um atropelamento. Buzinar é uma coisa tão normal, que já vi vááárias pessoas dirigindo e buzinando pro nada, só por buzinar mesmo. E não pense que você vai se deparar com uma cara feia ou com alguém xingando a sua mãe depois daquela longa e tenebrosa buzinada (como estamos a costumados no Brasil). Eles buzinam porque precisam passar, só isso.

2 – Jogar lixo na rua
Enquanto no Brasil, tentamos conscientizar uma parte mal educada da população que ainda joga lixo na rua, aqui o buraco, ou melhor, o aterro é bem mais embaixo. Jogar lixo na rua é a coisa mais comum do mundo, não importa o nível de instrução. Não é a toa que vemos grandes quantidades de lixo por toda e qualquer parte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

3 – Fazer fila pra quê?
Salve-se quem puder! haha! Vai comprar seu bilhete no metrô? Sai entrando, filhão, senão não vai comprar nunca! O que mais me assuntou foi um dia no mercado, quando eu e uma amiga já estávamos há algum tempo esperando na fila. Quando eu finalmente estava passando minhas compras, um cara chegou do nada e entrou na frente da Magda. Eu não sei se ele entendia inglês, mas só a minha cara já dizia tudo quando falei que ele não ia passar na frente dela. Ah vá!

4 – Olhar dos indianos
Meu maior medo quando vim pra Índia era a questão da segurança das mulheres. Você só ouve falar sobre estupro e coisas do tipo. O olhar dos homens por aqui, chegou a me assustar nos primeiros dias. Algumas vezes, não era só um olhar de assédio – achava que o cara ia me comer no meio da rua (com roupa comportada, ok?). Mas diminui muito essa sensação. Na maioria das vezes é só olhar curioso porque somos diferentes mesmo.

5 – Indianos são muito gentis
Mesmo com tudo o que se fala sobre indianos (eu pelo menos, só ouvir falar mal antes de vir), há MUITA gente boa e gentil, sem nenhum interesse. Isso eu percebi logo de cara, no aeroporto, quando uns mocinhos que trabalhavam por lá me deixaram até usar o computador do estabelecimento deles porque eu estava ‘ilhada’, sem nenhuma forma de comunicação. De Déli para Jaipur, também tive muita ajuda com minhas malas pesadíssimas e, agora, com os ‘gestores’ da nossa casa, que são super solícitos e com as pessoas que vamos conhecendo aos poucos!

6 – Indianos amam gente branca
Experimenta sair com sua amiga polonesa pra ver se não vai ter gente pedindo pra tirar foto com ela. Quanto mais branco, melhor!

Este slideshow necessita de JavaScript.

7 – Publicidade com estrangeiros
Eles tanto adoram gente com a pele mais clara, que 98,74% das publicidades que vê por aqui são com pessoas de outras partes do mundo. Algumas até tem uns traços indianos, mas não é regra.

8 – Gente das ruas x drogas
Já levei meu primeiro susto. Um dia, saindo do trabalho, um cara sujo e com muita cara de doido trombou em mim e meteu a mão nas minhas petcholas. É, desse jeito. Levei um susto danado e quase chorei (mas tô em processo de virar homem). Se fosse no Brasil, diria que era um cracudo, mas acabei descobrindo que por aqui, não tem muito essa relação de gente que mora na rua usar droga. O cara devia ser um doidinho mesmo.

9 – Preço mais caro para estrangeiros
Não é exclusividade da Índia. No Brasil e em outros lugares rola muito também, né? Esses dias paguei mais que o dobro do preço por um lençol. Menos de meia hora depois, voltei à loja para escolher outro. “Só que esse vai ser de presente. Da loja para mim”, eu disse ao dono do local, que até então, tinha achado super simpático e educado. Ele não entendeu nada e eu disse que sabia que tinha levado a manta das galáxias só porque eu era estrangeira. “Me dá mais um ou quero meu dinheiro de volta”. Agora tenho dois lençóis indianos.

10 – Trabalho
Chegou atrasado? Pode esperar por uma redução do seu salário no fim do mês. Galera tá piraaaando com isso! Hahal!

11 – Homens nas baladas
Se no Brasil, são as mulheres que dominam as pistas de dança, aqui são os homens, com direito a coreografia ensaiada e tudo mais.

12 – Homens de mãos dadas e homossexualidade
É muito comum ver homens andando abraçados ou de mãos dadas e isso não significa que eles são gays. Se fosse um casal, não poderiam andar assim. Também não vi casais entre homens e mulheres dando as mãos. Parece que essa demonstração de afeto só é permitida para a amizade.

festivetours-banner-post

Anúncios

9 comentários

  1. Sempre bom conhecer novos costumes, mesmo não sendo os melhores… rsrsrs!!! O importante é saber que existe um mundo além do nosso.

  2. Maruscka…..
    Que delícia. Me realizando através de vc. Sua narrativa é perfeita. Como já disse… q vc seja muito feliz nessa sua estada.
    Beijinhos, linda

  3. Pingback: Amber Fort |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s