Em Ouro Preto é diferente


Porque o carnaval de Ouro Preto foi o melhor da minha vida!

Sem motivo pra ser diferente, o feriado da carne está de volta logo menos e o Brasl se divide entre os que amam, os que querem distância e os que curtem, com ressalvas, o carnaval.

Uma das ressalvas que me incluem no terceiro caso é, sem dúvidas, o tipo de música. Podem me chamar de chata, velha e falar que ‘carnaval é isso aí”, mas eu não sou obrigada a fazer cara de danada pra dançar o rebolation, nem o eu quero tchu, eu quero tcha ou, o mais recente, lepo lepo (sério gente, eu me sentiria uma idiota). Principalmente se cada uma dessas obras de arte tocar 2.794 vezes consecutivamente na minha cabeça. Sorry, eu acho um saco. E pra quem fecha cum nóis compartilha da mesma opinião, o #ficaadica de hoje é sobre o melhor carnaval que já passei na vida: o carnaval de república de Ouro Preto.

carnaval ouro preto samba

eu caca cogumelo

Primeiro, justamente porque você não é obrigado a ouvir o lepo lepo ou a música chiclete do momento em cada esquina. Na república que eu fiquei na época ($audade da Mamãe, em 2008), o esquema era o seguinte: 3 andares de casa, sendo que, à tarde, o sambinha era no terraço e, à noite, o rock comia no inferninho que rolava no porão.

Quem ia pra rua, com certeza ia ver o carnaval como todos conhecemos, mas eu sempre ficava mais na república e saía poucas vezes. Uma delas foi pra bater panela às 5h da manhã num bloco que a gente criou na hora da emoção.

Algumas repúblicas também fazem uma espécie de ‘parceria’ com outras repúblicas com o mesmo estilo. Na minha época, fomos para a festa à fantasia na República dos Deuses (e que deuses!).

carnaval ouro preto festa a fantasia

carnaval ouro preto rua

rep deuses

A república que te abriga acaba virando uma família. No final das contas você já é íntimo de todos os donos da casa e dos outros convidados. Esses laços acabam sendo um outro ponto super positivo. Onde quer que você esteja, você estará enturmado.

Sexo, Drogas & Rock n Roll
O grande diferencial é mesmo o rock, porque sexo e drogas rolam nas mesmas proporções que em qualquer lugar. Cada um usa, desusa, faz ou deixa de fazer de acordo com seus próprios princípios.

Os bichos
Geralmente os bichos (calouros) são os responsáveis por fazer o almoço e enxherem seu copo. Se fazem ou não bichos como antigamente eu não sei, mas no meu carnaval, a galera era muito boa de serviço.

Bloco do Mesclado
Esse bloco é uma loucura! Várias repúblicas se juntam num estádio/campo/terreno baldio (sei lá o que) para fazerem esse bloco. Acreditem se quiserem, mas eu fui a única que não foi jogada, esparramada, esfregada na lama (acho que eu rezei muito esse dia). E cerveja….NUNCA vi tanta cerveja junta na minha vida! Era TANTA cerveja que as pessoas abriam duas latas de uma vez só pra jogar na cabeça do coleguinha – nesse nível. Não sei se encararia  esse de novo, mas valeu a experiência.

carnaval ouro preto bloco da lama

carnava ouro preto bloco da lama 2

A cidade
De quebra, você ainda conhece esse charme de cidade, que em 1980, foi a primeira cidade brasileira a ser declarada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco. As igrejas ostentadas com muito ouro e a arquitetura colonial fazem parte do ‘maior conjunto barroco do mundo’, de acordo com o site oficial de turismo da cidade.

cidade ouro preto

Igreja São Francisco de Assis, considerada por muitos, obra prima de Aleijadinho. Foto: Maruscka Grassano.

Igreja São Francisco de Assis, considerada por muitos, obra prima de Aleijadinho. Foto: Maruscka Grassano.

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s