Morro de São Paulo

Entre incontáveis opções de destinos paradisíacos que o Brasil oferece, Morro de São Paulo, na Bahia, é uma boa escolha para qualquer pessoa, em qualquer idade, com qualquer objetivo.

A formosa vila na ilha de Tinharé fica perto de Salvador e o acesso é feito apenas por barcos ou aviões. É pra esquecer da vida real, pisar no freio (nada de carros por lá) e relaxar.

mapadobrasilcom morrodesaopulo

Visitei o lugar em novembro deste ano e foi uma semana incrível para renovar as energias. São cinco praias em Morro de São Paulo, que levam os nomes de Primeira, Segunda, Terceira, Quarta e Quinta Praia. Um dia de caminhada (lambuzada no protetor, plisss, porque o sol da Bahia racha o côco) e você conhece todas elas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficamos na Segunda Praia, onde estão a maioria das pousadas, bares e restaurantes e é perto do “centrinho”, o que facilita para dar um rolé à noite. Como fui fora de temporada, o movimento estava bem tranquilo.

Quem quiser ainda mais tranquilidade e sossego, pode se hospedar na Terceira, Quarta ou Quinta Praia, que é a mais isolada de todas – a qual não visitei 😦 Dá pra ir caminhando, alugar um cavalo ou até uma charrete.

Preços

Os restaurantes principais oferecem pratos para duas pessoas que variam entre R$50 e R$80 (média da maioria dos pratos), mas no centrinho dá pra pagar menos. Há ainda alternativas bem mais baratas, em restaurantes próximos ao Budha Beach – você precisa passar por um beco pra chegar lá, geralmente tem uns meninos na porta, indicando o caminho.

Uma garrafa de cerveja , por exemplo, varia entre R$7 e R$8, e uma caipirinha/caipiroska/caipiríssima varia entre R$ 10 e R$ 15.

IMG_7071

Atendimento

Verdade seja dita: o atendimento dos gringos é muito melhor do que dos baianos, que fazem jus à fama que têm de preguiçosos. Um baiano mesmo nos “vendeu” o bar com a seguinte frase: “Aqui o atendimento é bruto, mas o processo é lento”. Realmente.

O bar que mais frequentamos foi o do Budha. Os garçons eram sulamericanos, geralmente na casa dos 20 e o atendimento, impecável. Se parar no Budha, experimente o caip saquê de manga. Delicious!

IMG_6652

IMG_6712

Como chegar?

O acesso é feito dessas três formas e vai depender do tempo, dinheiro e estômago de cada um (muita gente fica bem enjoado no catamarã). Eu fiquei um pouco, mas achei o melhor custo benefício.

Na mala

Até as mais exageradas vão se surpreender quando chegarem a Morro e perceberem que mais da metade da bagagem foi em vão. As roupas leves e simples imperam em qualquer ocasião. Para quem não desce do salto de-jei-to-ne-nhum, nunca é tarde para aprender.

Ainda vou falar dos passeios e outras atrações, da vida noturna, da nossa rápida passada pelo Pelourinho, antes de chegar em Morro – mais isso tudo fica para um próximo post!

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s